7 dicas indispensáveis para empreender nos EUA

5
(3)
empreender nos eua

7 dicas para empreender nos EUA!

Começar o seu próprio negócio nos Estados Unidos, parece uma missão impossível não é? Se você respondeu sim não está sozinho nessa resposta!

Empreender e abrir uma empresa nos EUA não é uma tarefa extremamente fácil, é demorado, lento e exige um grande esforço e trabalho.

E para te ajudar a colocar em foco para empreender nos Estados Unidos, a seguir temos 7 dicas para empreender nos EUA:

  • Tipos de empresas nos EUA
  • Visto ideal
  • Adaptação do seu serviço
  • Visão Estratégica
  • Saiba do seu negócio
  • Hora de colocar em prática
  • Sempre Inove

Tipos de empresas nos EUA

Tem duas formas de empresas nos EUA: Corporação (Corporation) e sociedade (partnership), cada qual com dois subtipos básicos. O que difere uma da outra são os efeitos de impostos sobre os benefícios.

A sociedade pode ser uma sociedade limitada (limited partnership) ou uma sociedade coletiva (general partnership).

Existem 10 possibilidades legais de empresas nos EUA, cada uma com as suas vantagens e desvantagens de empreender nos EUA.

  1. Proprietário Único (Sole Proprietor) – Nesse tipo de empresa, uma sociedade unipessoal, o proprietário e a empresa são considerados a o mesmo.
  1. Sociedade Geral (General Partnership) – Duas ou mais pessoas que formam uma sociedade. É uma forma barata de empreender, mas é possível que, segundo as leis do estado, é necessário um certificado e registro.
  1. Sociedade com Responsabilidade Limitada (Limited Liability Partnership) – Esta sociedade, de dois ou mais parceiros, é muito comum em profissões como advogado, médico, contabilidade, etc.
  1. Sociedade Limitada (Limited Partnership) – Também formada por dois ou mais parceiros. A responsabilidade dos membros é limitada e não sendo responsável pelas dívidas da empresa com os seus próprios ativos. A exceção a esta regra é para parceiros envolvidos na gestão de negócios.
  1. Corporação C (C Corporation) – Esta forma de negócio é um método mais complicado e caro para criar uma sociedade em qualquer uma das versões, ou então um negócio de proprietário único. Por ser uma entidade completamente distinta há dupla tributação.
  1. Corporação S (S Corporation) – Tem responsabilidade limitada igual ao da Corporação C, mas quando o devem pagar impostos são considerados como proprietários únicos ou sócios de sociedades.
  1. Companhia de Responsabilidade Limitada – Este tipo de negócio é muito comum nos Estados Unidos. Os sócios só são responsáveis pelas dívidas da empresa com o capital da mesma e a agência que lida com impostos no nível federal permite que você escolha entre pagar impostos como uma empresa ou como uma sociedade.
  1. Companhia de Responsabilidade Limitada Profissional – Esta maneira de registrar uma empresa é muito semelhante à companhia de responsabilidade limitada. A principal diferença é que, nestes casos, todos os membros da empresa devem pertencer à mesma profissão.
  1. Corporação Profissional – Para incorporar o negócio desta forma também é necessário que todos os membros pertençam à mesma profissão. A lista de profissões elegíveis para uma dessas empresas varia de estado para estado, mas geralmente tendem a ser advogados, engenheiros, psicólogos, veterinários, assistentes sociais e profissionais de saúde, tais como médicos, dentistas, enfermeiros, etc.
  1. Corporação sem fins lucrativos – Este tipo de empresa não paga impostos. Além disso, todas as contribuições que são feitas estão isentas de imposto. Mas só é válida para uma obra de caridade, religiosa, científica, educacional ou literária.
7 dicas indispensáveis para empreender nos EUA 1

Visto ideal para empreender nos eua

Cada profissional tem um perfil e uma qualificação e com isso tem a comparação para onde tem a maior chance de tirar um visto. Os dois tipos mais comuns são:

Visto L-1: O visto L-1 é o visto de empresário, essa modalidade permite que empresas de outros países transfiram seus profissionais para gerir uma subsidiária ou filial nos EUA. Ou ainda transferir equipe para começar uma nova empresa subsidiária ou filial.  

Visto EB-5: O visto EB-5 permite que estrangeiros imigrem para os Estados Unidos se eles fizerem um investimento em uma empresa nos EUA. 

Adaptação do seu serviço

O americano tem uma forma completamente diferente de consumir, desde pequenos estamos acostumados a ter contato com a cultura americana por vários motivos como filmes de Hollywood e por mais que alguns costumes sejam parecidos, apenas convivendo com eles entendemos que culturalmente existem vários aspectos que influenciam nas decisões dos norte-americanos.

Principalmente o patriotismo e com esta fidelidade ao país e aos seus princípios influenciam diretamente nos hábitos.

Visão Estratégica

Como o americano, em sua maioria, é fiel aos locais em que está acostumado a consumir, mudar esse estilo exige estratégia, capital e paciência.

O brasileiro por si só é criativo e inovador porém não se deve tentar fazer os americanos aceitarem um produto desconhecido.

É de suma importância estar o mais próximo possível da realidade deles.

É preciso fazer um estudo de uma maneira bem profunda de como ter uma visão estratégicas para os planos de negócios futuramente isso é um superpoder dos empreendedores de sucesso pois permite enxergar muito além e guiar o negócio na direção certa.

Principalmente em entender exatamente o que esperar para o empreendimento dos Estados Unidos e esses são alguns pontos:

– Tamanho do Mercado

– Quem serão seus clientes

– Concorrentes

– Produtos/Serviços oferecidos atualmente

– Fornecedores

– Investimentos necessários

– Riscos

– Metas e Objetivos a serem alcançados.

Seja qual for a sua visão para o negócio, é de suma importância ter um plano de ação para alcançá-la e torná-la uma inspiração para as pessoas.  

Saiba do seu Negócio

Já tendo uma visão estratégica você não pode esquecer de ter conhecimento sobre o mercado e/ou o produto que deseja empreender.

Ter informações online é uma ótima forma na troca de experiências com pessoas que já fizeram esse processo, recorrer às rede sociais como grupos de facebook e discussões no linkedin.

Para você entender o seu cliente principal americano, você precisa entrar de cabeça na língua inglesa, procurar fornecedores e serviços locais.

Após a compreensão do sistema de leis e regulamentos sobre o estabelecimento de uma empresa em solo americano, planeje para que o plano de negócios seja bem-sucedido.

Hora de colocar em prática!

Após todos esses processos, que pode levar meses, é a hora do famoso “go to Market”.

Caso você ainda não tenha feito seu mínimo produto viável na etapa do plano de negócio, contate seu público-alvo e faça uma pesquisa prévia de aceitação do produto ou serviço.

Com a aceitação positiva das pesquisas é horas de investir na implantação do seu empreendimento nos Estados Unidos.

E por fim…Sempre inove!

Uma das lições fundamentais de como ser um bom empreendedor nos EUA é exercitar a criatividade em direção à inovação.  

Mais uma vez, vale a pena revisitar o legado de Steve Jobs: 

“A inovação é o que distingue um líder de um seguidor”. 

Logo, a capacidade de criar novas soluções e processos para resolver problemas e gerar valor inédito é obrigatória para um grande empreendedor. 

Saiba também quais são os benefícios de abrir uma empresa nos EUA:

Agora que você tem essas sete (7) dicas para empreender nos EUA é só você por em prática e sempre se lembrar que tudo muda constantemente e estar atualizado é  uma prática corriqueiro.

CTA-_consultoria-vip

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

3 comentários em “7 dicas indispensáveis para empreender nos EUA”

Deixe um comentário